A Fuga da Minha Sina

Da pequena janela vejo aquilo que é a vida normal. Pessoas que chegam, pessoas que partem, pessoas que se abraçam, pessoas sozinhas que olham para o horizonte, como se isso lhes permitissem chegar mais rápido a onde é suposto. Read more

Ler Mais

Fatalidade

Vim dizer que te amo.

Sim, admito. Eu amo-te. Demorei todo este tempo para aceitá-lo porque me pareceu tão impossível, sabes? Como é que te poderia amar? A ti, que me roubaste a vida e a levaste contigo, mesmo Read more

Ler Mais

Enganar o Tempo

Penso se a vida não será obra do acaso. Ou melhor se a felicidade não será obra do acaso ou da sorte. Sim. Talvez seja da sorte. A felicidade é obra da sorte. É preciso alguma sorte para se Read more

Ler Mais

Tudo Foi Um Belo Sonho

Foi tudo um belo sonho.

Tal como quando o nosso inconsciente brinca com imagens díspares, sem sentido e, surpreendentemente, cria imagens e sequências que nos contam uma história. Com pessoas que conhecemos ou não. Com narrativas que fazem sentido Read more

Ler Mais

Podias ter-me dito, sabes?

Podias ter-me dito, sabes?

Seria tão mais fácil se mo tivesses dito. Se me tivesses explicado o porquê de me arrancares de ti, assim, sem dó nem piedade.

Pensaste que eu não o poderia compreender?

Como?! Como podias pensar Read more

Ler Mais

Vil Esperança

Amar o impossível é inútil?

Talvez seja inútil porque daí não se retira nada. Não há uma qualquer consequência desse sentimento unilateral, sentido por apenas uma pessoa, sem retorno, sem realidade. No fundo, é como amar na nossa imaginação. Read more

Ler Mais

Quando me Visitas nos Meus Sonhos

Hoje vi-te nos meus sonhos.

Gosto de pensar que me vieste visitar nos meus sonhos. Será que também te visitei nos teus? Não sei. Às vezes, é apaziguador pensar que sim. 

Eu via-te não nitidamente, sabes? Assim como Read more

Ler Mais

Carta ao Final da Noite

De todo o meu coração que gostava de te ver. Acredita que é verdade. Gostava tanto de te ver. Eu poderia ficar escondida, atrás de um cortina qualquer, numa sala qualquer, em qualquer sítio do mundo. E ficar-te-ia a Read more

Ler Mais

Carta ao Final do Dia

Hoje queria dizer-te que fiz uma coisa boa. Ajudei alguém e sei que ele está melhor agora. Está feliz. É boa esta sensação com que se fica depois de ajudarmos alguém, não é? Gostava muito de poder partilhá-la contigo Read more

Ler Mais

Invisibilidade

Um outro dia lembrei-me de uma conversa que tive, há alguns anos, com uma pessoa em que falámos do que é ser invisível. Eu era uma miúda e de uma maneira meio acriançada, com um sorriso demasiado aberto, lhe Read more

Ler Mais

Uma Luz que se Apagou

(Marta entra em palco. Olha em frente, para a cama, com as mãos entrelaçadas, atenta a tudo o que vê. Depois, olha para o seu lado direito, onde está uma estante. Caminha até ela e passa os seus dedos, Read more

Ler Mais

Jornalismo, Dar ou não Espaço ao Errado? Eis a questão.

Dizem que o jornalismo é liberdade. Dizem que o jornalismo, o bom, é um dos garantes da democracia. Dizem que o jornalismo tem de ser independente para informar o cidadão. O jornalismo deve informar. O certo e o errado.

Read more

Ler Mais

Tempo, para Longe, Leva-me!

Sinto que tudo é uma prisão,

Quando vivo a tua ausência,

Na minha solidão,

Na tua inexistência.

Recordo-te todos os dias,

Na tua postura desprendida,

Nas palavras que me devias,

No teus braços protegida.

Não serei eu o que Read more

Ler Mais

Transcendente – Acordei-te V

– Porque é que me estás a olhar assim?

Pergunta-me ele com o seu melhor ar de desajeitado. Meio ruborizado e com aquele sorriso nervoso que ele tenta sempre disfarçar.

Meu Deus. Eu amo-o. Eu amo este homem de Read more

Ler Mais

Estou à Espera

Estamos sempre à espera.

Estamos sempre à espera que algo de diferente aconteça nesta merda em que vivemos.

Eu, pelo menos, espero isso.

Não. Eu não espero isso. Eu anseio por isso. É muito diferente.

Ou não será?

Quer Read more

Ler Mais

Alguma vez me Quiseste Mal?

 – Alguma vez me quiseste mal?

Mantenho os olhos fechados. Percebo bem o que ele me pergunta, com a sua cabeça encostada ao meu peito. Sinto que o acolho sem peso nem medida e a sua proximidade faz-me Read more

Ler Mais

Os Velhotes Passeiam à Noite

Gosto sempre da noite. É claro que um bonito dia de sol com um azul resplandecente é extraordinário. Mas, a noite… A noite é silenciosa e dá-me aquela sensação de que me posso sempre esconder. Às vezes, a noite Read more

Ler Mais

O Grito

Grito por ti e por mim.

O meu coração grita por nós.

Mesmo que tu não o ouças ele está a gritar por ti, sim

como ele grita e chora por ti a sós.

O meu coração grita neste Read more

Ler Mais

A Minha Avozinha Rosinha

Nos rigorosos dias do mês de Dezembro, aqueles mesmo próximos do Natal, o frio entrenha-se no ossos. No entanto, creio que nem esse frio húmido, nem o nevoeiro que cai, perto de anoitecer, faz parar qualquer criança. Também fui Read more

Ler Mais

Inquietude Constante

Gostava de te ver entrar por aquela porta. Não com o teu mesmo ar desconstraído, mas com a expressão de quem está preocupado. 

Gostava de te ver entrar por aquela porta e de ficar surpreendida. Tão surpreendida que Read more

Ler Mais

Ser ou Estar, Viver ou Sobreviver

Dizem que o mundo é sempre feito de pares: vida e morte, amor e ódio, o bom e o mau, a alegria e a tristeza. Dizem mais: que o mundo é feito de pares e que cada um dos Read more

Ler Mais