Residência universitária irá nascer na Amadora

A autarquia da Amadora, aprovou, na reunião de 16 de fevereiro, a minuta do protocolo de Cooperação Tripartido, a celebrar entre o Município e o Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) e a Universidade Nova de Lisboa (UNL), com o objetivo de fortalecer as bases de cooperação para a construção de uma residência universitária na zona da Venda Nova, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que permita o alojamento dos respetivos estudantes deslocados.

O PRR, apresentado pelo Governo português, prevê uma reforma do sistema de alojamento estudantil, com o objetivo de disponibilizar, até 2026, a nível nacional, 15.000 camas em alojamento estudantil ou unidade residencial, com o programa de rendas acessíveis, o que terá um impacto significativo a nível da promoção da igualdade no acesso ao ensino superior.

A criação desta residência universitária, além de vir colmatar as necessidades de alojamento dos estudantes universitários no concelho, irá contribuir para a dinamização urbanística, económica e social da zona da Venda Nova, área estratégica para o desenvolvimento local, integrado e sustentável do município.

 
 

Veja aqui o artigo original