Os vendilhões do coitadismo

Usavam lantejoulas, jaquetas listadas, palcos iluminados… havia programas de rádio, televisão, jantares de sábado seguido de namoro e saídas de mão na mão. Uma ida ao cinema para matar a sensaboria do dia-a-dia. Confiava-se na arte e no artista… era bicho de trabalho e, claro opinião. Respeitava-se o seu lugar por saber estar, ser e…

The post Os vendilhões do coitadismo appeared first on Notícias Online.