As rosas de uma guerra injusta

“- Ó homem cala-te um bocadinho que a Joana está a a fazer-me perguntas é a mim!” Dizia-Lhe a D. Rosa, batendo-Lhe no braço. O Manuel veio da guerra com os estilhaços de uma mina no rosto e a visão que a alma havia retido, porque os olhos népia! Entre os muitos Deficientes de Guerra…

The post As rosas de uma guerra injusta appeared first on Notícias Online.