“Onde Foste Tu?”

“Onde Foste Tu?” é o primeiro single do álbum Os Imparáveis Tiroliro & Vladimir – uma viagem ao reportório inédito e esquecido desta dupla formada em 1977 por Gimba e Jorge Galvão, que viriam – por volta de 1985, quando se lhes junta o baixista Nuno Faria – a transformar-se no trio Os Afonsinhos do Condado.

Foto: Tiroliro & Vladimir

“Onde Foste Tu?” é uma composição de 1978 que reflete alguma inocência adolescente, numa atitude contestatária em relação ao que estava (e continua a estar!) instaurado. Um manifesto ainda com reminiscências hippies, mas também na corrente em voga na altura: o punk. Não será por acaso que, antes do seu nome “oficial”, a dupla Tiroliro & Vladimir era designada pelos amigos por “Country Punk“. Se a consciência ecológica da canção – e a própria ecologia em si – ainda não era coisa madura em finais de 70 – o tema chega a 2021 tresandando a actualidade, e apontando o dedo – se não as armas – aos senhores do mundo e, no final de contas, à nossa própria consciência, em nome de um futuro melhor. Vamos – todos –  continuar a insistir nos mesmos erros? O tema foi escrito pelo Jorge Galvão durante a separação da dupla, devida ao “exílio” americano do Gimba (que foi viver uns tempos para o Texas). Após uma intro que engana o ouvinte, levando-o a pensar que se trata de uma canção “celta”, logo o instrumental explode para um rock de barba dura, num compasso não binário, ele próprio “desalinhado” com os padrões estabelecidos.

Foto: Tiroliro & Vladimir

Este disco resulta de um curioso trabalho de arqueologia cerebral, pois não existia nenhum registo destas canções. Todas as cassetes gravadas na altura, entre as quais a do seu primeiro concerto (o “Full Moon Concert”, a 20 de Julho de 1978, em Lagos, abrindo para a Go Graal Blues Band, de Paulo Gonzo) desapareceram com o tempo, bem como quaisquer blocos ou cadernos com letras escritas. A (boa) memória dos dois conseguiu recuperar vinte e duas dessas canções, dezoito das quais integram o CD. Trata-se de um acervo memorável, nascido ainda na década de 70, na pré história do “Rock Português”, anterior ao “Chico Fininho”!…

Se do lado da composição musical se nota já uma certa maturidade, resultante de várias influências da época (da canção de intervenção ao rock progressivo ou ao punk), é óbvia, do ponto de vista lírico, alguma ingenuidade típica da idade (os rapazes eram ainda teenagers…), com referências a amores de liceu ou a um mundo idílico da paz e amor. Curiosamente, algumas ideias aguentaram bem o hiato temporal, resultando em temáticas super actuais, como a visão de uma ciclovia em pleno Cais do Sodré (Domingo em Bicicleta), o incontornável stress da vida moderna (As Pessoas da Vila), ou este “Onde Foste Tu?”, que acaba sendo uma reflexão ecológica e uma chamada de atenção para a destruição do planeta.

“Os Imparáveis” conta com a participação de alguns amigos – desde logo o próprio Nuno Faria, no contrabaixo – Gui (Xutos e Pontapés), nos saxofones, ou Paulo Mariño (Sétima Legião/Gaiteiros de Lisboa), que toca as inconfundíveis gaitas de foles no início deste single, cujo videoclip foi realizado por Jorge Galvão. Fausto Ferreira (piano eléctrico), Luís Gaspar (Bateria), Nuno Reis (Trompete), Franciso Silva (contrabaixo), Pedro Lopes, Inês Santos e Violeta Galvão (vozes adicionais) completam o naipe de artistas convidados.

Produzido, gravado e misturado pelos dois autores, “Os Imparáveis Tiroliro & Vladimir” estará disponível a partir de 21 de Janeiro de 2022. Ugh! E o primeiro concerto de apresentação está confirmado para 28 de Janeiro no Titanic Sur Mer em Lisboa.