daguida

Koala, Yuran e Gecko são os daguida!

Koala, Yuran e Gecko são os daguida!
Operários da lusofonia, os daguida apresentam-se como fábrica de canções dedicada à observação da condição humana, exposta na virtude e no defeito, através da música, do humor e da sátira.

Além dos concertos, que acabam sempre em festa, os daguida estão sempre em movimento trabalhando novas formas de fazer chegar a sua mensagem, ora em palco, ora em ambientes de festa privada ora nas músicas feitas por encomenda, o lema dos daguida é: #sempreatrabalhar.

António Serginho
Nasceu em 1985. Desde sempre quis fazer música com os outros. É membro nuclear dos daguida e líder do colectivo
Retimbrar. Trabalhou com Sérgio Godinho, Deolinda, Nuno Prata, Drumming, Bernardo Sassetti, We Trust, Zelig, Dead Combo, Mão Verde (Capicua e Pedro Geraldes) e Sopa de Pedra.


Bruno Santos
Nasceu em 1982. Fundou os daguida em 2000. Em 2008 integrou o grupo Curinga com o qual gravou o álbum “Bardo”.
Em 2012 fez uma viagem ao Burkina Faso com a Escola Sementinha para ter aulas de percussão africana. Trouxe de lá inspiração para criar as primeiras músicas desta nova vida dos daguida. Em 2013 e 2014 participou em concertos da Stopestra. Em 2017 criou um novo grupo de música de recriação história, os Neiva.


João Pedro Oliveira
Nasce em 1982, desperta para as artes em 2000, ano em que funda os daguida. É com sentido auto-crítico que procura um futuro livre, social e sem limites. Actualmente mergulhado na joalharia como principal actividade, através da sua marca pessoal G82, não cessa sua vontade de experimentar e comunicar. Apresenta em 2012 a sua 1ª grande exposição, o projecto “A Couve”. Recebe estímulos do dia-a-dia e escreve sobre seus efeitos na vida actual. Define-se como um pensador social e assume o papel de letrista e mestre de cerimónias dos daguida.


Paulo das Cavernas
Nasceu em 1969. Finalizou o Curso de Formação de Animadores Musicais na Casa da Música. Fundador, músico e
compositor do grupo Semente, desenvolve a sua carreira como percussionista e guitarrista com diversos grupos, tais como Mandanza, Sementinha, Fado Violado, Underground Spiritual Band, Terrakota, Djamboonda, Olive Tree Dance, Tchakare Kanyembe, Kulirimar e Le Partisan. Nas suas viagens encontrou-se com vários mestres, entre eles, Galadjio Sané, Eduardo Campos, Adriano Pinto, Nico Arniche, Namory Keita, Billy.

Ricardo Resende
Nasceu em 1984. Tocou trombone na Banda Sinfónica e Orquestra de Santa Maria da Feira, Orquestra do Norte, Orquestra da Escola Superior de Música de Castelo Branco, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra Clássica de
Póvoa de Varzim e Orquestra Sinfónica Portuguesa. Neste momento, encontra-se a frequentar o 1.º ano de Mestrado em Ensino de Música – Ramo Jazz da ESMAE. Atualmente é trombonista nos Bombones, Daguida, Fanfarra Káustica, Meninos da Sacristia, Just Soul Orchestra e na Big Band do artista português José Cid. É professor de Trombone – Jazz e Combo, na Jobra, desde outubro de 2017.


Hélder Duarte
Natural de Santa Maria de Lamas, nascido a 16 de Julho de 1978, licenciou-se em Animação e Produção Artística pela Escola Superior de Educação de Bragança, aprofundou os seus estudos artísticos com formações complementares em várias formações, workshops e ateliês nas mais variadas áreas do mundo do espetáculo como o teatro, clown, marionetas, música, animação, figurinismo, dança, esgrima e produção.

Entrevista em EXCLUSIVO para ouvir no programa TugaMix da TDA,
Quarta 12 Maio às 16H
Domingo 16 Maio ás 20H