“A história secreta de Amália”, de Miguel Carvalho, vence a 23.ª Edição do Prémio Literário Orlando Gonçalves

“A história secreta de Amália”, da autoria do jornalista Miguel Bruno Martins Carvalho, é a obra vencedora da 23.ª edição do Prémio Literário Orlando Gonçalves, este ano na modalidade de Jornalismo.
 
A entrega do prémio, no valor de cinco mil euros, terá lugar no próximo dia 10 de dezembro (quinta-feira), pelas 18h30, no Auditório Rogério Rodrigues, da Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos.
 
Este ano, o júri do concurso, constituído por Joana Bastos, representante da Câmara Municipal da Amadora, Tiago Torres da Silva, representante da Sociedade Portuguesa de Autores e Sofia Branco, representante do Sindicato dos Jornalistas, elogiou a qualidade dos trabalhos a concurso e deliberou ainda atribuir a Menção Honrosa à obra concorrente “Português sem país, o filho de Alfama nascido na selva”, da autoria do jornalista Nuno Miguel Guedes.
 
O Prémio – breve nota
O Prémio Literário Orlando Gonçalves, instituído em 1998 pela Câmara Municipal da Amadora, tem por objetivo, por um lado, homenagear a memória do escritor e jornalista Orlando Gonçalves e por outro incentivar a produção literária, contribuindo para a defesa e enriquecimento da língua portuguesa.
Este prémio, no valor de cinco mil euros, destina-se a galardoar, anualmente e de forma alternada, uma obra de ficção narrativa e um trabalho jornalístico de investigação ou grande reportagem.
 
Orlando Bernardino Gonçalves, um dos precursores do movimento neorrealista português, foi escritor e jornalista de imprensa escrita e de rádio, tendo sido inclusive Diretor do jornal Notícias da Amadora durante mais de trinta anos, atividade que sempre desenvolveu a par das suas intervenções cívicas e políticas na defesa dos direitos e deveres de uma cidadania plena, consciente e esclarecida, sustentada pelo enriquecimento intelectual.
 
Orlando Gonçalves foi agraciado com a Medalha de Ouro da Cidade da Amadora em 1989, em 1993 o seu romance Enredos da Memória foi galardoado com o Prémio Literário Cidade da Amadora e em 1997 foi mais uma vez homenageado pela Câmara Municipal da Amadora, por ocasião das comemorações do 25 de Abril.
 
Sobre | Miguel Bruno Martins Carvalho
Miguel Carvalho nasceu a 25 de novembro de 1970, e é Grande Repórter da revista VISÃO desde dezembro de 1999.
Concluiu o Curso de Radiojornalismo do Centro de Formação de Jornalistas do Porto em 1989. Trabalhou no Diário de Notícias (1989-1997) e no semanário O Independente (1997-1999).
Venceu o Prémio Orlando Gonçalves (Jornalismo), em 2008, e o Grande Prémio Gazeta, do Clube dos Jornalistas, em 2009.
 
Publicou sete livros:
– Dentada em Orelha de Cão – Histórias do Mundo com Gente Dentro
– Álvaro Cunhal – Íntimo e Pessoal
– Aqui na Terra
– Lúcio Feteira – A História Desconhecida
– A Última Criada de Salazar
– Quando Portugal Ardeu – Histórias e Segredos da Violência Política no Pós-25 de Abril
– Amália – Ditadura e Revolução – A História Secreta

Tem vários textos jornalísticos e literários dispersos por obras e publicações nacionais e estrangeiras.
Algumas das suas reportagens mereceram referência em publicações internacionais (The New York Times, El País, The Daily Telegraph, Veja, O Globo, revista Piauí, entre outras).
Nasceu no Porto, cidade que ama e onde gostaria de viver até ser pó, cinza e nada.

 
Sobre | Nuno Miguel Guedes
Jornalista desde 1999, primeiro pelos jornais e depois pela rádio, há 12 anos que trabalha na TSF – Rádio Notícias, é licenciado em Ciência Política, pós-graduado em Economia da Empresa e da Concorrência e doutorado em Sociologia.

Veja aqui o artigo original